Obra sem título

Datas

Criação 2015

Término 2015

“Tudo não é para sempre, quanto menos Eu tenho menos Eu carrego”.
O Suicídio da Arte foi criado mediante a falta de espaço no mercado, mandarei em anexo as respostas das galerias, eles não pedem nem foto, de 80 galerias só 17 responderam, veja os anexos. Fora isso o a aceitação da arte e poesia é algo que eu não sabia ate entrar, nos grupos que participo que é mais de 30 observo que não há curtidas nas artes e nos grupos de poesias também, a principio pensei que minha arte não era de se curtir, mas rodando a pagina vi que artes maravilhosas também não tinha curtidas, conversei com amigos da arte e eles falaram que são formados em artes plásticas mas também não conseguem mercado, Eu sabendo disso fui em um restaurante e coloquei 60 peças ao dispor do publico a qualquer preço, coloquei uma etiqueta que dizia: Arte sem preço, valorize você, foi um fiasco…voltei com todas para casa…entrei em desespero e procurei varias pessoas do ramo, mas não consegui encaixá-las, no ultimo minuto, em minha agenda telefônica encontrei uma professora de artes, liguei para ela e ela me propôs a ajudar….ela levou dois meses para doar 60 quadros e ainda pediu minha ajuda….”Minha Arte é minha depressão”.

Se Eu soubesse que a vida não seria minha fiel amiga, teria queimado muitas coisas antes, trabalhei muito, me dediquei muito, muitas noites sem dormir, muita coisa para concluir, e para que??. Quantas pessoas importantes que são esquecidas? Quantas marcas que são esquecidas?? Quantas Artes que são destruídas pelo tempo?? Quanta dedicação e esforço para Nada. Quando se constrói uma Arte, tem um enorme processo encima daquela tela, tempo e dedicação, dinheiro investido, sacrifício e para que??, fora isso tem que ser explorado pelo valor, gasta-se mais para fazer do que para vender, muitas vezes vendi arte pelo preço menor que gastei para fazer…Queimando-as me sobra espaço, porque velas diariamente sofrendo com o tempo é deprimente, a Impermanência me ajuda a renovar, mesmo que eu não as venda e não as uso para nada, a impermanência renova-me em minha mente, quando as queimo elas deixa de existir, e assim deixa de pesar em minha vida, Quando no principio era maravilhoso…encantador…desfrutava das formas e cores…ficava admirando minha capacidade e explorando cada vez mais e mais…não me preocupava em trabalhar em outra coisa para investir na arte, toda minha arte é fruto de investimentos diferentes, ralei muito para ter dinheiro para concluí-las, mas hoje após 10 anos, cai na real…”minha Arte é um peso”, como carregá-la? Como deixá-la para traz?? Como seguir uma vida diferente e jogar toda dedicação e amor fora?? Como ??…. Não consegui abandoná-la e seguro elas ate hoje, como muitas criticas destrutivas, mesmo assim as seguro, mas queimá-las alivia o espaço que elas ocupam dentro de mim e me dá mais forças para continuar o que nunca vou parar…”Ela me escolheu e não vai desistir de Mim”. Antes que me pergunte sobre exposição, retorno a pergunta, qual exposição da lucro??. Tem mais…criei a menor bandeira do brasil, sabe para que?? Nada e nada….mas consegui uma galeria e sabe porque, porque fiz alguns micro quadros que cabem na palma da mão…e esta dentro de uma minúscula caixa, sabe o que o dono falou? Só me forneceu o espaço porque minha arte cabe em uma gaveta, às paredes estão lotadas….Grato pela atenção…espero ser inspiração para muitos artistas seguirem com seus sonhos, porque sonhos são independentes da aceitação do mercado…Grato

Estilos:

Fechar

Comentários

Deixe uma resposta

'
Mapa About