Eduardo Srur estudou na Faculdade de Artes Plásticas da Fundação Armando Álvares Penteado (FAAP), em São Paulo, onde vive e trabalha. Iniciou sua trajetória com a pintura, durante os anos 90, e logo em seguida passou a pesquisar sobre a utilização do espaço público para o desenvolvimento de instalações de intervenção urbana.

Foi responsável por “Acampamento dos Anjos”, na fachada do maior hospital abandonado da America do Sul (2004);  caiaques tripulados por manequins de plástico nas poluídas águas do rio Pinheiros (2006); esculturas na forma de garrafas PETS gigantes nas margens do rio Tiete (2008); interferência nos monumentos com coletes salva-vidas (2008).

Apropriando-se de pontes e viadutos, rios poluídos e represas, parques públicos e terrenos baldios, Srur faz críticas através de sua arte. É idealizador e proprietário da ATTACK Intervenções Urbanas, uma empresa especializada na concepção e produção de projetos especiais no espaço público que presta suporte para suas intervenções artísticas.

 

Links