“Meu nome é William Alexandre Ruberti Ferreira, nasci em sete de março de 1984, sou artista plástico e grafiteiro, autodidata. Comecei a desenhar ‘sério’ aos 15 anos, até então era tudo brincadeira. Minha maior influência eram as revistas em quadrinhos do Spawn. Comecei a colocar cores em meus desenhos, e parei de só copiar o que via, e sim a criar meus próprios personagens. Depois comecei a ter um contato maior com tintas e a sair do papel e lápis. Comecei a usar as tintas de tecido que minha mãe usava em seus trabalhos de artesanato, e se tornaram a base principal de meus trabalhos em telas até hoje”.

“Fui desenvolvendo minhas próprias técnicas e evoluindo com aquele material. Hoje em meus trabalhos gosto de usar vários tipos de materiais em uma mesma tela, desde látex, corantes, tintas acrílicas, lápis, spray etc”.

“O Grafite apareceu em minha vida em meados de maio de 2006, diferente de muitos grafiteiros não evolui da pichação, mas conheci diretamente a arte do grafite. Com isso comecei a fazer alguns trabalhos artísticos remunerados, e juntava as latas de spray que sobravam para poder praticar e desenvolver mais as técnicas. Também construo esculturas com a mesma temática das telas e dos grafites, utilizando “DUREPOXI” e outros materiais”.

“Gosto de mostrar a evolução do homem, e com isso sua decadência e degradação em nome da evolução e da ganância por dinheiro, se tornando um ser programado e sem vida, uma máquina sem sentimentos. Tento passar isso em minha arte onde ela estiver, seja em tela, escultura, como em paredes, avenidas e ruas”.

Links