Voltar para o mapa principal Direções

A Boca

Datas

Criação 2007

Término 2008

“A Boca” é um mobiliário urbano, um banco escultórico, novamente a intenção foi promover o “lugar”, um ambiente de convivência para os habitantes no centro da cidade. O espaço destinado para a obra de arte localiza-se em uma rua sem saída, em frente às duas torres de um edifício residencial. Os últimos veículos que precisavam ter acesso seriam os do condomínio, que entrariam na garagem, do lado direito e do lado esquerdo. A proposta foi que a calçada do final da rua sofresse um alargamento (3,40 m), logo após as rampas das duas garagens do edifício. Novamente se tratava de uma situação atípica, e pude contar com o apoio da Comissão de Arte Pública de Florianópolis. Houve uma transformação da área, e toda a região foi agraciada com a benfeitoria, pois, para situar a obra foi desenvolvido um projeto paisagístico com palmeiras imperiais e diversas outras plantas, ampliando a área verde, tão escassa no centro da cidade.
Durante os estudos com maquete, ficou clara a necessidade de ressaltar a sombra do objeto, dando-lhe um assentamento. Inicialmente seria a própria sombra do banco, citando Regina Silveira, em uma sombra distorcida. Posteriormente tornou-se uma fecunda oportunidade de se trabalhar com a idéia de memória, elaborando estudos de sombra projetada de uma cadeira antiga, que parte dos pés torneados que fica no lado esquerdo do banco, expandindo-se para a calçada.
O trabalho tem um aspecto transgressor e até irônico, visto à distância poderia parecer um estofado abandonado na calçada de uma região nobre da cidade. Seu ponto alto é justamente a liberdade de uso do objeto, podendo ser ocupado por qualquer pessoa: um vendedor ambulante, alguém que esteja a trabalho ou uma pessoa que esteja passeando simplesmente pela região, e deseje sentar-se. A intenção é de que a obra se proponha como um lugar aberto, um ambiente de descanso ou de convivência, onde o público possa desfrutar, livremente, de sua ocupação.
No último encontro que tive com duas crianças que ocupavam o banco, (ver ilustração 05) a garotinha falou que o banco parecia com uma boca, lembrei que teria escutado essa mesma impressão de outra criança, e comentei. Ela me respondeu, “tenho uma amiga que também acha que parece uma boca”. Foi assim que escolhi o título da obra.

Publicações:
A obra de arte “A boca” (mobiliário urbano)localizada em Florianópolis foi incluída em uma publicação na revista GCDO (Global Design Cities Organization). DESIGN & CITIES GDO – The peice of artwork, above is a work by Giovana Zimermann

Links

Estilos:

Fechar

Comentários

Deixe uma resposta

'
Mapa About