Sobre a iniciativa

O Arte Fora do Museu, selecionado pela Bolsa Funarte de Reflexão Crítica e Produção Cultural para Internet em 2010, foi lançado em 2011, em São Paulo, a partir do mapeamento das obras de arte que estão no espaço público da cidade. Realizado por Felipe Lavignatti e Andre Deak, o alcance da marca chegou, apenas em 2012, a um público de mais de 10 milhões de pessoas, incluindo exposição espontânea em diversos canais de TV, jornais e revistas.

Além do site, essa iniciativa para valorização da arte pública transformou-se numa narrativa transmidiática: virou aplicativo para celular, exposição itinerante (Bienal de Arquitetura, Vivo Art.Mov, Sesc), oficinas de produção multimídia e de mapeamentos (universidades, Sesc, escolas), vídeos distribuídos na web e em canais de tv online (Netmovies), além de projetos para guias impressos, séries de TV, documentários.

Prêmios e seleções

Bolsa Funarte de Reflexão Crítica e Produção Cultural para Internet (2010)

NONABIA – Bienal de Arquitetura (2011)

VivoArte.Mov (2011)

Venceu o edital Cartografias Colaborativas, do Ministério da Cultura (2012)

Curadoria para o Google Street Art Project (2013)

Curadoria e exposição em metrôs para o Cultura Inglesa Festival (2013)

Convite para o X Media Lab Transmedia (Suíça, Lausanne, 2013)

TEDxMauá (2013)

Prêmio de primeiro lugar no Web’s Got Talent da W3C (2013)

 

Parceiros e desenvolvedores

O Arte Fora do Museu também tem sido associado a projetos parceiros, como o Google Street Art São Paulo, ao Festival Cultura de Rua, da Cultura Inglesa, ao Media Lab ESPM e ao Consórcio de Cartografias Colaborativas – grupo de cooperação sobre tema, envolvendo diversas empresas, organizações e indivíduos por todo o Brasil.

Abaixo, os realizadores

  • Concepção e realização: Felipe Lavignatti e Andre Deak
  • Produção e coordenação: Felipe Lavignatti
  • Produção web: Felipe Lavignatti e Andre Deak
  • Desenvolvimento web: Estúdio Cardume (2013); Paulo Geyer (2011)
  • Fotos: Andre Deak
  • Vídeo e áudio: Felipe Lavignatti e Andre Deak
  • Consultores (São Paulo): Fabio Cypriano e Diogo de Oliveira
  • Apoio: Casa da Cultura Digital, Filmes para Bailar, SP Bureau.
  • Agradecimentos: Instituto Tomie Ohtake, Pinacoteca do Estado de São Paulo, Museu de Arte Moderna de São Paulo, Faculdade de Arquitetura e Urbanismo do Mackenzie além de todos entrevistados, apoiadores e pessoas que trabalharam neste projeto de alguma forma.