Camilo Thomaz Benedito, vulgo Sapiens, é nascido e criado no distrito da Brasilândia, na Zona Norte de São Paulo, conhecido como um dos locais de maior vulnerabilidade social da periferia deste centro urbano, referência na área de mobilização popular e “celeiro” de diversos artistas contemporâneos. Este contexto impactou indelevelmente a cosmologia do artista, que, autodidata na arte urbana e formado em Ciências Sociais, desde 2004 faz do graffiti e da intervenção urbana formas de ação cidadã. Sapiens é um dos mais expressivos e atuantes representantes da arte urbana paulistana, tendo realizado trabalhos em espaços, eventos e exposições tradicionais e vanguardistas do graffiti no Brasil, Canadá, Cuba e em Portugal. Abordando os conceitos de crítica ao individualismo e valorização da diversidade cultural, ambiental e da brasilidade, utiliza elementos geométricos que remetem às formas urbanas, à racionalização dos espaços e da vida e à contradição entre o olhar bidimensional e o todo circular e tridimensional, sempre explorando a ação de “estar na rua” como elemento atitudinal articulador de sua proposta de ação cidadã. As cores, vivas e contrastantes são expressões da diversidade e das contradições inerentes à sociedade em que vivemos, das tensões entre o público e o privado, o indivíduo e o coletivo. Atualmente, o artista vem desenvolvendo em seus trabalhos uma abordagem sobre as preocupações sócio ambientais de nossa época, experimentando diferentes texturas e explorando as relações dialéticas entre elementos naturais minerais e orgânicos.

Links